29.7.07

...

entre suas coxas
me acolho
te colo no colo
esfolo sua boca
afogo o meu sexo
turbulências
sácio.
te quero
de quando
em quando
e já que pensas
te devoro.

4 comments:

Mavotelu said...

Béla poesia berimba!

n posto nada! said...

do caralho esssa, Berimba...!

Vi ViS said...

SIMPLESMENTE ADOREI.... CONTINUE A BRILHAR....Bjus! Vivis Matos

charlotte said...

quelques mots pour déjà
frémir de plaisir...