12.3.09

Tragédia Paulistana

Jabaquara conheceu Conceição / que foi apresentada por São Judas / o qual dizem que é santo / os dois com Saúde trabalharam na Praça da Arvore / na Santa Cruz se casaram / e foram morar na Vila Mariana. / Conceição pariu Ana Rosa e tudo foi um Paraíso, / só que Conceição conheceu Vergueiro / que foi apresentado por São Joaquim / o qual também dizem que é santo./ E ela traiu Jabaquara na Liberdade na cara larga. / Pra se vingar Jabaquara foi a um puteiro e conheceu a Sé, / que foi apresentada por São Bento, / o qual, também dizem que é Santo. / E a Sé deu a Luz / a Tiradentes e Armênia. / Jabaquara discutiu com Conceição pelas bandas do Tietê / e injuriado matou Conceição afogada. / Foi parar no Carandiru. / Santana, irmão de Jabaquara, / ficou com a Sé, / assumindo Ana Rosa, Tiradentes e Armênia, / e foram todos morar no Jardim São Paulo. /Mas num belo passeio de domingo pela Parada Inglesa, / todos morreram atropelados na linha um azul do metrô, / e foram enterrados como indigentes no Tucuruvi.

5 comments:

quem? said...

Depois da originalidade desses versos, (escutado em 2005) seria impossível não me apaixonar...

floratomo said...

bravo! paulistaníssimo!

BêbÉT/Ocica's said...

é uma viagem só.
sem estação.

Barbara Leite said...

Um clássico de Berimba! rs

Macaco said...

Mto bom! Parabéns!